Home » Posts tagged 'Mario S. Mieli'

  • Poemário vasculhado 5: Cântico das Criaturas – Giovanni di Pietro Bernardone (São Francisco de Assis)

    Poemário vasculhado 5: Cântico das Criaturas – Giovanni di Pietro Bernardone (São Francisco de Assis)

    Poemário vasculhado 5: Cântico das Criaturas – Giovanni di Pietro Bernardone (São Francisco de Assis) Sempre achei que São Francisco deve ter sido um homem de extremo e apuradíssimo bom gosto. Dispensador da mais elegante das graças, que é a própria graça. Não só por ser de família burguesa abastada que comercializava tecidos finos há gerações. Não só pelo pai italiano e mãe francesa (daí o nome que vingou, Francesco), de uma classe social habituada a conviver com o que […]

    Continue reading »

  • Poemário vasculhado 12: Film d’Amore e d’Anarchia – de Lina Wertmüller, música de Nino Rota

    Poemário vasculhado 12: Film d’Amore e d’Anarchia – de Lina Wertmüller, música de Nino Rota

    Poemário vasculhado 12: Film d’Amore e d’Anarchia – de Lina Wertmüller, música de Nino Rota Porque têm filmes que são toda uma poesia…. Film d’Amore e d’Anarchia Filme de: Lina Wertmüller Música: Nino Rota Letra da Canzone Arrabbiata: Carlo Savina Principais atores: Mariangela Melato e Giancarlo Giannini Duas músicas-poesias deste filme: CANZONE ARRABBIATA (CANÇÃO IRADA) e AMARA ME (POBRE DE MIM) em versão feminina CANZONE ARRABBIATA : Anna Melato Canzone Arrabbiata 1973 em versão masculina Canzone Arrabbiata – Dalaras Live […]

    Continue reading »

  • Abundância, por Osho

    Abundância, por Osho

    Abundância, por Osho tradução: Mario S. Mieli Viver na abundância é a única coisa espiritual no mundo. Basta olhar para a existência e sua abundância. Qual a necessidade de tantas flores no mundo? As rosas teriam bastado. Mas a existência é abundância. Milhões e milhões de flores, milhões de pássaros, milhões de animais. A natureza não é ascética. A abundância é a própria natureza da existência. Aquela riqueza é seu próprio âmago. A existência não acredita na pobreza. E meu […]

    Continue reading »

  •  
  • A incompatibilidade entre Cristo e o capitalismo, por Diego Fusaro

    A incompatibilidade entre Cristo e o capitalismo, por Diego Fusaro

    A incompatibilidade entre Cristo e o capitalismo, por Diego Fusaro Transcrição traduzida: Mario S. Mieli Pergunta: Uma última pergunta, inspirada parcialmente na leitura de Minima Mercatalia (no livro do Diego Fusaro sobre Filosofia e Capitalismo, de 2013). Nos Evangelhos, Jesus Cristo explica que para salvar a própria alma, para alcançar o Paraíso, é preciso voltar a ser como crianças. A filosofia do capitalismo, o pós-modernismo diz, pelo contrário, que é preciso abandonar toda fidelidade e mudança e virarmos logo adultos. […]

    Continue reading »

  • Como conseguimos sobreviver? por Massimo Fini

    Como conseguimos sobreviver? por Massimo Fini

    Como conseguimos sobreviver? Por: Massimo Fini Tradução: Mario S. Mieli Fonte: gazzettino.it “Quando éramos crianças andávamos em carros que não tinham nem cintos de segurança nem air bags. Viajar na parte de trás de uma van aberta era um passeio especial. Nossos berços eram pintados com cores muito brilhantes, com tintas à base de chumbo. Não tínhamos fechos de segurança para crianças em embalagens médicas, nos banheiros, portas e tomadas. Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacete. Bebíamos água da […]

    Continue reading »

  • “Árbol de la esperanza, mantente firme.” Frida Kahlo  –  “Insensatez humana” Hubert Reeves

    “Árbol de la esperanza, mantente firme.” Frida Kahlo – “Insensatez humana” Hubert Reeves

    “Árbol de la esperanza, mantente firme” Frida Kahlo Insensatez humana O ser humano é a espécie mais insensata. Adora um deus invisível e massacra a natureza visível! Sem saber que essa natureza que ele massacra é esse deus invisível que ele venera! Hubert Reeves tradução: Mario S. Mieli Se llamaba Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón (México D.F., 1907-1954) y tuvo una vida tan extraordinaria como sus inquietantes, coloridos y pasionales autorretratos. De sus 140 creaciones, unas 55 son autorretratos […]

    Continue reading »

  •  
  • Neofascismos, segundo Deleuze e Saramago

    Neofascismos, segundo Deleuze e Saramago

    O velho fascismo, por mais atual e poderoso que seja em muitos países, não é o novo problema atual. Estão nos preparando outras formas de fascismo. Todo um neo-fascismo em relação ao qual o antigo fascismo faz figura de folclore […] Em vez de ser uma política e uma economia de guerra, o novo fascismo é um ‘acordo’ mundial em prol da segurança, para a ‘gestão’ de uma paz não menos terrível, com a organização arranjada de todos os pequenos […]

    Continue reading »

  • Não a chamem de globalização: é um nivelamento planetário , por Diego Fusaro

    Não a chamem de globalização: é um nivelamento planetário , por Diego Fusaro

    Não a chamem de globalização: é um nivelamento planetário Por Diego Fusaro Tradução: Mario S. Mieli Fonte: http://www.interessenazionale.net/blog/non-chiamatela-globalizzazione-livellamento-planetario#.WaAgO9UIQYM.twitter A globalização é, em sua essência, a ideologia do mesmo, expressão de um capitalismo especulativo e auto-reflexivo que quer se ver refletido e reproduzido em todos os lugares e sempre apenas a si mesmo. Em vista desta abordagem teleológica, ele visa a supressão das diferenças e, com elas, das alternativas, de maneira que triunfem sempre aquelas que, segundo Marcuse e Heidegger, poderíamos […]

    Continue reading »

  • Para entender o terrorismo, reler Heródoto – por Diego Fusaro

    Para entender o terrorismo, reler Heródoto – por Diego Fusaro

    Para entender o terrorismo, reler Heródoto A tirania se fortalece na emergência: hoje em dia, como na antiga Grécia de Pisístrato Por: Diego Fusaro Tradução: Mario S. Mieli Fonte: http://www.lettera43.it/it/articoli/politica/2016/04/05/per-capire-il-terrorismo-rileggetevi-erodoto/165481/ Que a história seja “mestra de vida” (magistra vitae) é um ditado conhecido que remonta a Cícero e que ainda mantém sua validade. Conhecer a história do passado ajuda a entender o presente e, talvez, também a evitar que os erros de ontem sejam repetidos hoje. Portanto, no período pós-1989, […]

    Continue reading »

  •  
  • Escola secundária em quatro anos: a barbárie capitalista avança, por Diego Fusaro

    Escola secundária em quatro anos: a barbárie capitalista avança, por Diego Fusaro

    Escola secundária em quatro anos: a barbárie capitalista avança Por: Diego Fusaro Tradução: Mario S. Mieli Fonte: http://www.lettera43.it/it/articoli/economia/2017/08/15/liceo-in-quattro-anni-la-barbarie-capitalistica-procede/212932/ Destruir a escola atende à classe dominante global para governar escravos destituídos de cultura e consciência histórica, incapazes de pensar porém idôneos ao mercado de trabalho flexível e precário. Não me canso de repetir. Na destruição programada do ensino médio está expressa não apenas a barbárie do tempo unificado sob o signo da forma-mercadoria, mas também um projeto político claro. Para se […]

    Continue reading »

  • Unhopeme – a bilingual litany and poem by Mario S. Mieli

    Unhopeme – a bilingual litany and poem by Mario S. Mieli

    Unhopeme – a bilingual litany and poem by Mario Mieli He cherished the hope of building an invisible tower in the mountain. ESPERANÇA He cherished the hope of fishing a piece of dark wood out of the river and of calling it a Saint. FORAM ME CHAMAR. EU ESTOU AQUI. QUE É QUE HÁ? He cherished the hope of feeling the claim of the Absolute in everything he did. ESPERANÇA He cherished the hope of speeding his chase to nowhere. […]

    Continue reading »

  • Consumismo, ninguém é si mesmo – é a padronização de massas, por Diego Fusaro

    Consumismo, ninguém é si mesmo – é a padronização de massas, por Diego Fusaro

    Consumismo, ninguém é si mesmo – é a padronização de massas por Diego Fusaro Tradução: Mario S. Mieli Fonte: http://www.ilfattoquotidiano.it/2017/08/08/consumismo-nessuno-e-se-stesso-e-lomologazione-di-massa/3781366/ Estranho momento o nosso. Além disso, é o tempo em que o elogio, sempre reiterado, do indivíduo permeia sem solução de continuidade na anulação do indivíduo, através de sua integração ao mundo totalmente administrado pela tecnologia e pelo consumo. Temos, assim, o triunfo de uma realidade irreal e inautêntica na qual – com as gramáticas do Ser e Tempo de […]

    Continue reading »

  •  
  • Uma revolução ética, por Gianni Tirelli

    Uma revolução ética, por Gianni Tirelli

    Uma revolução ética Por: Gianni Tirelli Tradução: Mario S. Mieli Fonte: https://crepanelmuro.blogspot.com.br/2017/08/una-rivoluzione-etica.html Os princípios éticos são funcionais ao nosso espírito/instinto de autopreservação, sem o qual tudo está destinado a lógica extinção. E esta não é uma filosofia de bolso, mas um dado real matemático, irrefutável e indiscutível. Por maior que seja o nosso esforço no sentido de fazer as pessoas entenderem um conceito básico, todos persistem e perseveram confirmando seus maus hábitos e dependências, à espera de um milagre celestial […]

    Continue reading »

  • Na praia, 2017 – Sinalizando a Guerra Nuclear, por John Pilger

    Na praia, 2017 – Sinalizando a Guerra Nuclear, por John Pilger

    Na praia, 2017 – Sinalizando a Guerra Nuclear Por John Pilger Tradução: Mario S. Mieli Fonte: http://www.informationclearinghouse.info/47563.htm 7 de agosto de 2017 “Information Clearing House” – O capitão do submarino dos EUA diz: “Todos nós morreremos um dia, alguns mais cedo, outros mais tarde. O problema sempre foi que você nunca está pronto, porque você não sabe quando está chegando. Bem, agora sabemos e não há nada a ser feito quanto a isso.” Ele diz que estará morto até setembro. […]

    Continue reading »

  • Elogio de Maduro e do patriotismo anti-EUA, por Diego Fusaro

    Elogio de Maduro e do patriotismo anti-EUA, por Diego Fusaro

    Elogio de Maduro e do patriotismo anti-EUA Por Diego Fusaro Tradução: Mario S. Mieli Fonte: http://www.ilfattoquotidiano.it/2017/08/01/venezuela-elogio-di-maduro-e-del-patriottismo-anti-usa/3769460/ Agora estamos acostumados. É uma história cuja duração é igualada apenas pela miséria. Um roteiro que, em retrospectiva, repete-se sempre igual a si mesmo. É a triste história de como, ainda mais depois de 1989, a monarquia do dólar – o novo Leviatã atlântico – deslegitima, desestabiliza, difama, derruba e até mesmo bombardeia todos os governos e povos não-alinhadas cadavericamente com o consenso de […]

    Continue reading »

  •  
  • >> Contra as ONGs, por Diego Fusaro

    >> Contra as ONGs, por Diego Fusaro

    CONTRA AS ONGs Por Diego Fusaro Tradução: Mario S. Mieli Fonte: http://www.interessenazionale.net/blog/contro-le-ong#.WYRvzJ9HK2Q.twitter O problema, basicamente, é sempre o mesmo: nos orientamos com mapas falsamente neutros que nos são fornecidos pelos dominantes. E que são projetados especificamente para garantir que nós aceitemos nossas cadeias. O primeiro gesto da crítica consiste em rejeitar os mapas dos dominantes e em re-cartografar a realidade de uma outra maneira: pensando e sentindo de outra forma. Vamos dizer isso abertamente, então: é preciso ser contra as […]

    Continue reading »

  • >>iMundo 25: Imigração ou Deportação de Massas? Por Diego Fusaro

    >>iMundo 25: Imigração ou Deportação de Massas? Por Diego Fusaro

    Imigração ou Deportação de Massas para substituir o povo europeu? Por Diego Fusaro Tradução: Mario S. Mieli O que é a imigração de massas à qual estamos assistindo nesta fase histórica? Três coisas, fundamentalmente: Em primeiro lugar, beneficia o poder e os senhores da globalização capitalística, porque garante um abaixamento dos custos da mão-de-obra. Se o imigrante faz por 5 euros a hora o que o italiano faz por 10, é evidente que constringirá o italiano a fazer também por […]

    Continue reading »

  • PoeMário Vasculhado 20 – Canção da Oferta e Demanda – Brecht & Eisler

    PoeMário Vasculhado 20 – Canção da Oferta e Demanda – Brecht & Eisler

    A Canção da Oferta e Demanda / Angebot und Nachfrage / Supply and Demand Por: Bertoldt Brecht e Hanns Eisler Cantada por: Robyn Archer / Músicos: London Sinfonietta Orchestra Tradução: Mario S. Mieli Arroz se obtém rio abaixo As pessoas nas províncias mais remotas precisam de arroz. Se eu puder manter esse arroz fora do mercado O arroz na certa vai ficar mais caro. Daí aos homens que puxam as barcaças vai ter que faltar arroz E conseguirei meu arroz […]

    Continue reading »

  •  
  • Satyagraha na era da ‘pós-verdade’   por Vandana Shiva

    Satyagraha na era da ‘pós-verdade’ por Vandana Shiva

    Satyagraha na era da ‘pós-verdade’ Vandana Shiva Fonte: http://www.asianage.com/opinion/oped/270217/satyagraha-in-post-truth-era.html Tradução: Mario S. Mieli N.doT.: Satyagraha é um termo hindi formado de duas palavras: Satya, que pode ser traduzida como verdade; e agraha que significa firmeza, constância. Os britânicos obrigaram os camponeses indianos a cultivarem índigo para a indústria têxtil na Inglaterra, ao custo de não cultivarem alimentos para si próprios. 2017 é o 100º aniversário do satyagraha do índigo, em Champaran. Ele se baseava na recusa de cultivar índigo. Os […]

    Continue reading »

  • >> PoeMário Vasculhado 18 – SÓ RESPIRAÇÃO – RUMI

    >> PoeMário Vasculhado 18 – SÓ RESPIRAÇÃO – RUMI

    Poetry by RUMI — Only Breath SÓ RESPIRAÇÃO – Rumi Tradução da versão em inglês de Coleman Barks: Mario S. Mieli Não cristão ou judeu ou muçulmano. Não hindu, budista, sufi ou zen. Nenhuma religião ou sistema cultural. Não sou do Oriente ou do Ocidente. Não saí do oceano nem brotei da terra. Não sou natural ou etéreo. Não sou composto de elementos de forma alguma. Não existo, não sou uma entidade neste mundo ou no outro, não descendi de […]

    Continue reading »

 
 

Arquivos Recentes