Sobre a linha de pesquisa

INFORMAÇÃO, DIFERENÇA, DESIGN E TECNOPOLÍTICAS (Indditec)

O principal objetivo da linha de pesquisa é estudar a noção tecnocientífica de informação e seus impactos na vida, no conhecimento, no trabalho, na linguagem (inclusive a jornalística) e na arte contemporânea (artemídia e estéticas da comunicação), assim como acompanhar a emergência de novos fluxos informacionais oriundos das experiências midiativistas —  principalmente a partir das novas subjetividades que emerge dos movimentos sociais.

Objetivos Específicos:

>>Aprofundar a análise crítica do estado de cultura cibernética (cibercultura), ou seja, a “cultura como informação” e alguns de seus desdobramentos na relação homem/máquina (a visão quantitativa do fenômeno informacional; a internet e o controle do virtual; o papel das chamadas redes sociais; a aceleração total; a aliança entre capital e tecnociência; a capitalização da informação digital; o discurso “pós-biológico”).

>>Incentivar a prática midiativista e estudar o midiativismo (na fronteira entre arte, comunicação, tecnologia, e política) não só em sua dimensão contra-informacional e de denúncia (características da mídia alternativa do século XX), mas como um elemento diferencial que cria novas subjetividades, linguagens, sensibilidades e lógicas de sentido (estéticas, sociais e políticas).

Coordenador: Prof. Silvio Mieli