Maquiavelagens 34 – Chovi – um Artur d’Amaru infanto-juvenil

Chovi um Artur d’Amaru infanto-juvenil Tudo começou com um pingo num i. E, lentamente, chovi outro e mais outro. Daí deu de pingar em cada e todo til, circunflexo, agudo e crase. Pensava: poupem-se, pelo menos, os solenes pontos finais, as vírgulas, coitadinhas, os tão semi-úteis pontos-e-vírgulas, os tremas, os diferenciadores apóstrofos e os inclusivos hifens. Compaixão com os benéficos travessões! Nisso, as convenientes interrogações e vantajosas exclamações já viravam deformados borrões, como se a tinta que lhes tinha dado […]

Continue reading »